spcorumvin.jpg (6859 bytes) spcorumvin2.jpg (4316 bytes)


Nando e Pablo: perigo, desespero, emoção e carisma dentro do Trem da MorteO Trem da Morte

Por que morte?
A verdadeira história do Trem da Morte é ainda desconhecida até para nós.
Muitos acham que o este nome existe por causa do risco em embarcar no tal Trem, porque vai morrer durante a viagem, mas não é bem assim. A história que mais ouvimos é que o trem fazia transporte de doentes durante uma grande epidemia de febre amarela, que ocorreu na Bolívia há muitos anos. A epidemia passou (e o risco de ficar doente também), mas o nome permaneceu até hoje.

Para nossa surpresa, o trem é super bem cuidado (para os padrões bolivianos) e bem mais confortável do que poderíamos imaginar. Não passamos por nenhum perigo ou risco, nem com nossa bagagem. Das duas uma: ou tivemos muita sorte, ou essa história de trem perigoso não passa de balela. Ou as duas coisas.

Embarque e acomodação

Trem da Morte, viagem tranquila para Santa CruzSe você conseguiu comprar uma passagem no horário que queria e não ficou maluco com a "organização" da Estação Ferroviária Boliviana, parabéns! Você é um felizardo. Nós compramos passagem para as 15hs, o que é um ótimo horário para viajar por alguns motivos.

Primeiro: o sol já não está tão forte e o tempo estará mais fresco (o calor é infernal dentro do trem!).
Segundo: a previsão de chegada em Sta. Cruz é ao meio dia do dia seguinte, o que é um horário ideal para almoçar, conhecer lugares e se preparar para continuar a viagem. Se tiver chance de escolher horário, prefira a parte da tarde. A pontualidade também não é a especialidade dos trens bolivianos, mas é melhor mesmo chegar com antecedência na estação.

O movimento de pessoas e cargas é grande, por isso não desgrude da bagagem e fique de olho em qualquer tipo suspeito encarando você. Se se sentir acuado ou perseguido, tente ficar junto a algum grupo maior de turistasAspecto sóbrio e bem acabado da bela estação de Puerto Quijarro (é quase certo que vão haver brasileiros ali). Com certeza você irá se surpreender com o trem e verá que não é nada daquilo que você imaginava.

Você ficará aliviado em saber que há poltronas para sentar e que não há nenhum porco ou vaca sentados ao seu lado. Mas isso também não quer dizer que a viagem será confortável. Prepare-se para dor nas costas e para ter uma noite de insônia "daquelas". As poltronas são velhas e um pouco mal cuidadas, além de muuuito empoeiradas. Mas isso é o de menos, se você tiver tido o azar de pegar uma passagem com número igual a de outra pessoa. A desorganização é tanta que são vendidos várias passagens com o mesmo número, nosso querido companheiro Alberto foi o premiado e teve de discutir um pouco com os "outros" donos de seu lugar, um casal de bolivianos mal encarados. Afinal, valeu à pena: ele garantiu um lugar na janela. Para ajudar mais no desconforto, há os inevitáveis solavancos. O pior é que não dá nem para culpar a estrada toda irregular. Quem já andou de trem sabe que é assim mesmo, quando não se viaja em uma ferrovia bem conservada, o que definitivamente não é este o caso.

Um olho aberto e outro fechado

Se você estiver com fome, pode aproveitar e saborear os petiscos que os locais vendem pelas janelas do trem. O Fenômeno não se responsabiliza.Ao comprar a passagem, você tem a opção de escolher com ou sem refeição. Apesar das aparências, nós recomendamos o rango servido no Trem. Lembre-se que a viagem será longa (de 18 a 20 horas) e não haverá nenhuma parada em um posto de gasolina. Garantimos que o gosto não é dos piores. O menu é variável, mas sempre simples: um pedaço de frango, um pouco de arroz, um legume ou verdura. Se você comprar uma passagem em um vagão da Classe Pullman, talvez você tenha a sorte (ou azar) de ter televisão e videocassete. As vezes são cópias de filmes americanos com legendas em espanhol. Torça para não ter assistido ao filme ainda (nós assistimos ao Medidas Desesperadas duas vezes durante a viagem, porque eles não tinham outra fita e ficaram repetindo o filme a noite toda). Se não, tudo o que você terá a fazer é (tentar) dormir. Se estiver sozinho, guarde bem a sua mala no bagageiro e, por precaução, amarre uma ponta da sua mochila à uma corda e a prenda firmemente às barras do bagageiro. O melhor conselho é: fique na sua. Se você for bem discreto, ninguém perceberá sua presença e as chances de você ser roubado serão bem menores. Relaxe e deixe a viagem rolar. Você será acordado bem cedo pela "ferromoça" oferecendo um copão de café bem forte. À partir daí, é só curtir o resto da viagem. A paisagem é bem mais interessante e ainda fica melhor porque será possível enxergá-la (afinal, será dia).

Corra para as portas de entrada do trem, senão você pode ficar sem lugar!!!Quando desembarcar, confira toda a bagagem, deixe o passaporte bem à mão (você irá precisar). A estação de Sta. Cruz de La Sierra é pequena em comparação ao comprimento do trem. Não estranhe de ter de desembarcar no meio do "mato". Não tenha pressa, para não esquecer documentos, mochila de ataque e demais periféricos que você esteja levando. O Alberto, sempre ele, estava demasiadamente afoito para se livrar do pó de seu assento que não guardou direito o seu dinheiro: por pouco ele não perdeu tudo no mato, ao descer do trem.

Bem vindo à Santa Cruz de La Sierra! Boa sorte!

Trem da Morte
Puerto Quijarro - Sta. Cruz

De onde parte: Puerto Quijaro.
Para onde vai: Sta. Cruz de la Sierra.
Clima: muito abafado de dia; frio de madrugada.
Duração: pouco mais de 20 horas.
Preço da passagem: cerca de US$ 20 (a confirmar)
classe Pullman.

onde dormir,
onde comer,
o que fazer,
como se mover,
como se comunicar

dicas importantes
e
coisas curiosas

fotos